quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Quarto Dia Novena de Natal

Neste quarto dia da nossa preparação para o Natal, a liturgia nos introduz a experiência de Zacarias e o anúncio do Nascimento de João Batista

É um texto que devemos considerar em relação e em contraposição à anunciação a Maria, um ajuda o outro a adquirir seu justo significado. De um lado, a atitude de dúvida e desconfiança de Zacarias; por outro, a atitude de abertura e docilidade de Maria.
Que o testemunho de Zacarias nos ajude a aprofundar a atitude que devemos ter ante o Senhor.

Quarto dia

Motivação:
:: Neste quarto dia da novena de Natal, siga preparando o presépio. Depois de ter colocado a Imagem de Maria e José, de ter posto o estábulo, colocar a manjedoura vazia. Manifestar a falta de algo, o protagonista principal, sem o qual não pode haver Natal.
:: Que cada um faça uma oração ao Menino Deus, convidando-o a que venha logo encher nosso grupo, nossa família, nossa sociedade com Sua presença. Que, neste Natal, Ele seja o centro da nossa celebração.
:: Fazer algum gesto ou atitude concreta durante o dia. Se você conhece alguma pessoa do bairro ou da comunidade que tenha deixado o grupo ou que tenha mudado de religião, chame-a para partilhar, interesse-se pelo que ela está vivendo e sentindo. Deseje-lhe um ‘Feliz Natal’.
Oração inicial
:: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
Maria, Virgem Grávida, Mulher de Deus, Virgem do ‘sim’ fecundo. Tu fecundaste ao Verbo de Deus e O levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-O palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por Ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu Filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar a Deus no coração e nos deixar transformar por Sua presença.
Maria, Virgem Grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu Filho em nossa vida. Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós, para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de teu Filho, e assim sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar e ser curados interiormente, para celebrar e viver a vida de Deus em nós.
Maria, Virgem do ‘sim’ e da realização, Virgem Mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu Filho como centro de nossa vida. Maria, pede por nós, agora e sempre.
Que assim seja.
Leitura: Lucas 01,12-20
Aprofundar o texto. Ler várias vezes, saborear a palavra, deter-se nela. Ver os detalhes dos personagens. Fazer uma leitura gastando tempo para escutar o Senhor. Ver a atitude de Zacarias, suas dúvidas, sua desconfiança, o que o Senhor espera dele.

Contemplação

É buscar apropriar-se do texto, não olhá-lo com expectador, mas ser participante da cena. Ter uma relação pessoal e direta com os personagens. Usar a imaginação para conhecê-los e aprofundá-los interiormente.
Oração: Senhor, é curioso ver o que fizeste com Zacarias, como não Te agradou o fato de ele ter duvidado de Ti e, por isso, o deixaste mudo, como lhe dera um tempo para que visse sua atitude. Sabes, Senhor, melhor que continue agindo assim, porque, senão, nossa situação será bem difícil. Em lugar de nos castigar, dá-nos sede de Ti; em vez de nos deixar mudos como Zacarias, faz com que desejemos conhecer-Te, estar contigo e deixar nossa vida em Tuas mãos. Senhor, dá-nos Tua graça para respondermos ao que Tu nos pedes, como Tu nos pedes.
Senhor, em algumas circunstâncias, faço como Zacarias, duvido e desconfio de Ti, como não entendo o que me acontece. Há coisas que me fazem desconfiar de Tua presença junto a mim. Muitas vezes, não o encontro nos acontecimentos do meu dia a dia, e isso me deixa muito triste, porque não consigo ver Tua presença em algumas coisas que vivo. Por isso, Senhor, peço-Te que, neste Natal, o Senhor me dê um coração aberto e sensível à Tua presença em minha vida. Que eu possa reconhecê-Lo a cada momento em meu dia a dia e que possa interpretá-la de acordo com a Tua vontade e Teu amor.

Oração Final

Menino Jesus, Tu que vieste compartilhar a nossa vida, Tu que quiseste se fazer um de nós, em tudo igual a nós, menos no pecado. Tu que nos conheces e sabes o que somos, olha nossa vida, nossas dificuldades, nossas dúvidas, nossos medos, nossa dor e nossas penas, e vem nos ajudar, nos consolar, vem dar-nos a graça para encontrarmos em Ti a paz, a alegria e a esperança. Menino Jesus, neste Natal, ajuda-nos a crer e confiar mais em Ti, ajuda-nos a deixarmo-nos conduzir por Ti, a esperar por Tuas promessas, e que sejamos dóceis à Tua ação. Menino Jesus, que, em nossas famílias, cresçamos na confiança e na segurança, que saibamos dar espaço à outra pessoa, que acreditemos nela, que a valorizemos, que a queiramos assim como Tu a queres. Menino Jesus, faz com que, neste Natal, cada um de nós saiba perdoar quem nos feriu e que isso seja curado pelo amor mútuo. Menino Jesus, ajuda-nos a viver a alegria do teu nascimento.
Que assim seja.